♪ Perfil

Minha foto

♪ Graduando em Licenciatura em Música na Universidade Estadual do Ceará(UECE) ♪ Maestro e Professor de Música da Rede de Ensino Master ♪ Maestro, Coordenador e Professor de Música da Rede CUCA, Instituto Núcleo Sol e Curso Potencial ♪ Ex-Professor de teoria e prática musical do SESC, CAM e CFM ♪ Ex-Aluno de Instrumentação e Orquestração com Maestro Poty Fontenelle(UECE) ♪ Ex-Aluno de violão com o professor Marcos Maia(UECE) ♪ Ex- Aluno de Teoria e Prática Musical em Saxofone e Flauta Transversal com o Maestro Márcio Mendonça(CeFIS). ♪ Ex-Aluno de Teoria e Prática Musical em Clarinete com Maestro Costa Holanda - Escola de Música do Piamarta. ♪ Ex-Aluno de Teoria e Prática Musical em Viola com o Maestro Vazquen Fermanian(CeFIS) ♪ Ex-Aluno de violão com o professor Luciano Pereira(CeFIS) ♪ Ex-Aluno de Teoria e Prática Musical em Violino com o Maestro Gladson Carvalho e Ex-Aluno de canto/coral com o Maestro Walter Celio - Escola de Música do Julia Jorge

AGENDA - The BACKBEAT

AGENDA - The BACKBEAT
Beatles Cover

♪ Siga-nos, via Email!

♪ Tradutores

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

domingo, 6 de novembro de 2011


As Gaitas de John Lennon


Os Órgãos de Boca têm uma história muito antiga no Extremo Oriente, tendo sido primeiramente descritos na China há aproximadamente 3.000 anos atrás. Instrumentos desse tipo, de vários graus de sofisticação, são executados hoje em muitos países ocidentais.

São instrumentos de palheta livre montadas em tubos ressonantes - como são os órgãos tradicionais - no qual o executante sopra numa câmara e faz soar os tubos individualmente tapando com os dedos os furos de escape de ar, que então é forçado a passar pelas palhetas. Assim emite apenas as notas desejadas.

A versão ocidental, que é chamada de Harmônica ou Gaita, só começou a aparecer no primeiro quarto do século XIX e foi desenvolvido devido ao interesse nos Órgãos de Boca do Extremo Oriente. São instrumentos versáteis, produzidos em grande quantidade para o uso de amadores e profissionais.
Seu mecanismo é muito simples. Palhetas vibrantes são montadas em câmaras individuais. Quando o executante exala, as palhetas fixadas perto da boca (a) é que vibram. Quando ele inala, vibram as fixadas longe da boca (b). A nota emitida depende do comprimento da palheta. A língua do executante tampa as câmaras das palhetas que ele não deseja que soem. Muito barato, de fácil aprendizado, portátil e pequeno, logo tornou-se muito popular entre os praticantes de música. As concertinas, os acordeons e as escaletas são instrumentos que compartilham o mesmo princípio.

Lá por 1962, "Hey Baby", cantada por Bruce Channel, fazia grande sucesso na Inglaterra e nos EUA. A canção - incômoda, atraente, desprezada pelos adultos, cativante - tinha um belo trabalho de gaita e fazia grande sucesso entre os jovens. John Lennon foi imensamente influenciado por ela e suas performances na gaita estavam para se tornar um dos mais importantes fatores no sucesso das gravações dos Beatles no início de carreira.

Muitos sucessos dessa fase inicial apresentam excuções de gaita e elas são um fator diferencial entre as canções da época. Entretanto a maioria das análises musicais ou históricas, com as honrosas excessões de Pat Missin e Greg Panfile, passam ao largo desse fato.

As harmonicas são encontradas em dois tipos: as cromáticas e as diatônicas.
Cromáticas

As cromáticas permitem tocar todas as 12 notas usadas na música ocidental. Elas têm um botão deslizante que altera as palhetas que são tocadas permitindo execução totalmente cromática, com todos os acidentes da escala. Podem ter 10, 12 ou 16 buracos. Estão disponíveis em várias afinações, que nesse caso definem a faixa de notas disponível para o músico.


Hohner Super Chromonica
Blues Harp

As diatônicas usam apenas as 8 notas de uma escala maior. É a afinação normal para as gaitas de 10 ou 12 buracos que também são chamadas de "harpa diatônica (diatonic harp)" ou de "blues harp". Estão disponíveis em várias afinações, que nesse caso definem a faixa de notas e a tonalidade em que o instrumento pode ser executado.


Hohner Blues Harp
Echo Vampers

Há muitos fabricantes de gaitas mas o mais conceituado é a Hohner, na Alemanha. Na Europa inteira, era praticamente a única utilizada. A fábrica exportava modelos exclusivos para os EUA que se tornaram lendários. Um deles era o "Marine Band", uma diatônica de 10 ou 12 buracos. Todo gaitista europeu achava que a excelência dos gaitistas americanos era devido a disponibilidade desse modelo por lá.

Na Europa estava disponível o modelo "Echo Vamper", que era funcionalmente idêntico ao "Marine Band" mas não alcançava seu prestígio. Os europeus acreditavam que havia algo especial, quase mágico, nas "Marine Band". As gaitas com 12 buracos dessa linha tinham a característica de serem afinadas uma oitava abaixo do padrão. John usaria duas dessas gaitas, em E e em C, em duas canções.
 


Hohner Marine Band


Hohner Echo Vamper em E e C
Os Beatles, europeus, usavam exclusivamente os modelos Hohner mostrados acima. O modelo cromático da marca era chamado de "Chromonica", a gaita cromática mais popular do mundo.

Nessa canção, qual gaita?



É difícil identificar exatamente qual o tipo de gaita e sua tonalidade apenas de ouvido. Há que se conhecer profundamente o instrumento, suas sonoridades e seus detalhes de execução. Pat Missin e Greg Panfile estudaram o assunto e, apesar da excelência técnica de ambos, chegaram a conclusões diferentes. Mas não são conclusões conflitantes: as frases podem ser executadas nas gaitas diferentes que eles indicam.

Na minha opinião o trabalho de Pat Missin é mais preciso, já que utilizou vários recursos modernos de edição digital de áudio como variação de velocidade, loops de curtíssima duração, reconhecimento de frequências, etc..., que expuseram claramente os detalhes da execução - que são a impressão digital da gaita usada - e justificam suas conclusões. Os resultados estão transcritos abaixo. Quando não há outra indicação o executante é John Lennon. A marca é sempre Hohner.
Canção

• Love Me Do
• Please Please Me
• From Me To You
• Chains
• There's A Place
• I Should Have Known Better
• I'm a Loser
• Thank You Girl
• I'll Get You
• Little Child
• For The Benefit of Mr. Kite



• All Together Now
• Rocky Racoon
Gaita utilizada

Cromonica em C
Echo Vamper em E
Echo Vamper em C
Cromonica em C
Cromonica em C
Blues Harp em G
Blues Harp em C
Blues Harp em G
Blues Harp em G
Blues Harp em A
Blues Harp - Ringo Starr
Blues Harp - Neil Aspinall
Bass Harp - Mal Evans
(Tons não determinados)
Blues Harp em G
Blues Harp em C

 Características


Chromonica Hohner

Alcance: 3 oitavas
Buracos: 12
Palhetas: 48
Palhetas (material): Latão
Palhetas (espessura): 1.2 mm
Pente: Madeira (Pearwood)
Comprimento: 155 mm




Blues Harp Hohner

Alcance: 2 1/2 oitavas Buracos: 10
Palhetas: 20
Palhetas (material): Latão
Palhetas (espessura): 0.9 mm
Pente: Madeira
Comprimento: 100 mm




Echo Vamper Hohner

Alcance: 3 oitavas
Buracos: 12
Palhetas: 24
Palhetas (material): Latão
Palhetas (espessura): 0.9 mm
Pente: Madeira (Pearwood)
Comprimento: 137 mm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

♪ Compartilhe

Bookmark and Share

♪ Listen To The Music Playing In Your Head